Visualizar:

▼ Postagens (1127)
  • FAB recebe o AH-2 Sabre em Porto Velho (RO) e inaugura destacamento em Eirunepé (AM)

    26

    Mar
    26/03/2015 às 12h32

    O ministro da Defesa, Jaques Wagner, assegura o aumento da proteção da região Amazônica Ocidental ao inaugurar nesta terça-feira o Destacamento de Aeronáutica de Eirunepé, situado na região do Alto Juruá, a 1.100 quilômetros de Manaus (AM). Na Base Aérea de Porto Velho, o ministro conheceu o helicóptero AH-2 Sabre, do Esquadrão Poti, máquina de ataque da Força Aérea Brasileira. O esquadrão possui 12 aeronaves, que realizam missões de defesa, escolta de aeronaves e ataque ao solo.

    Durante entrevista coletiva, Jaques Wagner disse que o helicóptero vai operar em colaboração com o Ministério da Justiça e a Polícia Federal no combate ao narcotráfico, reforçando o planejamento de proteção às fronteiras para aumentar a soberania nacional.

    Na prática, a Defesa tem fortalecido os postos de fronteira, como o que ele visitou no início de março, em São Gabriel da Cachoeira (AM).

    “Como é difícil manter um homem em cada posição de fronteira, será necessário recorrer à tecnologia para intensificar a proteção nas fronteiras”, informou.

    Na visita, o ministro fez um sobrevoo com AH-2 Sabre. A bordo, o ministro recebeu instruções sobre o manuseio dos instrumentos. O helicóptero conta com munição e um canhão de alta precisão, e oferece condições de guarnecer nossas fronteiras.

    O comandante do Esquadrão de Fronteira, coronel Rodrigo Gibin Duarte, disse que neste ano será possível voar acima da meta, que é de 1.270 horas, a serem completadas em setembro. Segundo o comandante aviador Gibin, a partir de setembro, os voos já terão superado a meta.

    Ele ressaltou a importância da aeronave e do esquadrão para missões especiais na região, como ocorreu no ano passado na Operação Ágata, quando um helicóptero sem planejamento de voo foi interceptado pela Força Aérea.

    AH-2 Sabre

    O Esquadrão Poti recebeu hoje o último helicóptero AH-2 Sabre, que completa a frota composta de 12 aeronaves. Os helicópteros AH-2 Sabre são de fabricação russa e os primeiros de combate em operação nas Forças Armadas brasileiras. Eles começaram a ser utilizados em 2009. As aeronaves já atuaram na proteção do espaço aéreo durante a Copa do Mundo.

    O AH-2 conta com um canhão de 23 mm capaz de disparar até três mil tiros por minuto. Para se ter uma ideia, cada tiro causa o mesmo impacto de quase 100 tiros de uma arma de calibre 7,62mm, como os fuzis utilizados por tropas no solo.

    O canhão do AH-2 também permite ao helicóptero atirar em seus alvos de frente ou de lado. O Sabre pode levar até 60 foguetes de 80 mm e oito mísseis ar-terra.

    Os helicópteros são tripulados por dois aviadores.  A cabine dos pilotos é blindada e vedada para o caso de contaminação química ou biológica.

    O evento de hoje ainda contou com as presenças do comandante da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, e o comandante do Sétimo Comando Aéreo Regional (VII Comar) brigadeiro Antônio José Mendonça de Toledo Lobato.

    Destacamento de Eirunepé

    De Porto Velho, o ministro e comitiva seguiram para Eirunepé, onde conheceram o Destacamento localizado na fronteira do Brasil com a Colômbia e o Peru. O local tem uma pista de 2.300 metros.

    O destacamento permitirá à FAB, além de melhor apoio logístico, maior integração com as comunidades da região, uma vez que aeronaves e militares terão oportunidade de promover ações sociais e humanitárias, em apoio a órgãos governamentais.

    O ministro visitou ainda as ações sociais (Aciso) promovidas pelo Destacamento de Controle do Tráfego Aéreo.

    A Aciso irá promover esta semana atendimento médico nas especialidades de ginecologia, dermatologia, clinica geral, otorrinolaringologista, pediatria e odontologia, além de serviços odontológicos. A estimativa é de atender 900 pessoas da comunidade de Eirunepé.

     

     

  • PB: 'Exército deve assumir a transposição do São Francisco', diz deputado;

    26

    Mar
    26/03/2015 às 11h28

    PB: 'Exército deve assumir a transposição do São Francisco', diz deputado;

    Paraibano quer obras da transposição na mão do exército
    Paraibano quer obras da transposição na mão do exército O deputado estadual Janduhy Carneiro (PTN) sugeriu na manhã desta terça-feira, 24, que a Assembleia Legislativa da Paraíba solicite uma audiência ao ministro da Integração Nacional e que a bancada federal, composta pelos deputados e senadores paraibanos, solicite uma audiência com a presidente da República, Dilma Rousseff, para que a continuidade das obras de transposição do rio São Francisco fique sob a responsabilidade do Exército Brasileiro. “Nossa preocupação é que algumas daquelas empresas que estão envolvidas no escândalo de corrupção e propinas, descoberto durante a Operação Lava Jato, estão responsáveis pela execução das obras de transposição do rio São Francisco e a qualquer momento elas podem suspender os trabalhos. Desde 2012 que defendo a tese de que essas obras sejam comandadas pelos Grupamentos de Engenharia e Construção do Exército Brasileiro”, defendeu o deputado. Janduhy Carneiro acredita que com a presença do Exército na execução das obras o trabalho terá celeridade. “Com certeza, com a presença do Exército nestas obras, não haverá mais questões burocráticas envolvendo empresas envolvidas em escândalos, a exemplo do Petrolão. É necessário que o Governo Federal toma providências urgentes para que as obras de transposição do São Francisco sejam executadas de forma mais rápida e avencem cada vez mais”, acrescentou. Ele alertou que as placas colocadas no canal estão levando sol diariamente e a qualquer momento podem trincar, causando um prejuízo enorme. “Sem água as placas tendem a trincar, por este e outros motivos e necessário que haja celeridade na execução dos serviços. O Governo Federal precisa estar atento à esta questão”, lembrou Janduhy.

     

  • SEA GRIPEN: Diretoria de Aeronáutica da Marinha recebe estudo técnico de viabilidade das aeronaves

    24

    Mar
    24/03/2015 às 10h08

    xx

    Concepção artística do Sea Gripen. (Renderização: Saab / Imagem meramente ilustrativa)

     

     

    De acordo com as estimativas iniciais, a expectativa de similaridade entre os modelos GRIPEN NG e o SEA GRIPEN ficará em torno de 90 a 95%.

    bb

    Diretor de Aeronáutica da Marinha recebeu representantes da SAAB e da FAB. (Foto: Marinha do Brasil)

     

     

    Um grupo de técnicos da empresa SAAB e integrantes da Força Aérea Brasileira visitaram a Diretoria de Aeronáutica da Marinha (DAerM), no dia 24 de fevereiro, no Rio de Janeiro (RJ). O propósito foi apresentar o estudo técnico inicial de viabilidade das aeronaves SEA GRIPEN, realizado pela empresa, sob a ótica da execução do projeto de modificações necessárias para a adaptação das aeronaves GRIPEN NG à operação embarcada.

    sd

    Concepção artística do Sea Gripen. (Renderização: Saab / Imagem meramente ilustrativa)

     

     

    A comitiva foi recepcionada pelo Diretor de Aeronáutica da Marinha, Contra-Almirante Carlos Frederico Carneiro Primo. Foram apresentados dados técnicos, colhidos e analisados pela SAAB, e sua conclusão, confirmando a possibilidade de que uma futura versão naval da aeronave GRIPEN NG, que possa operar, com segurança, a bordo do Navio Aeródromo “São Paulo”. Ainda de acordo com as estimativas iniciais, a expectativa de similaridade entre os modelos GRIPEN NG e o SEA GRIPEN ficará em torno de 90 a 95%, que traria benefícios relativos à manutenção e treinamento.

    Concepção artística do Sea Gripen. (Renderização: Saab / Imagem meramente ilustrativa)


     

    bjk

    O Diretor de Aeronáutica da Marinha ressaltou a importância do Projeto F–X2 para a transferência de tecnologia, fomento da cadeia produtiva e aumento da autonomia do País na área de Defesa. Destacou, ainda, que o desenvolvimento do SEA GRIPEN consolidaria um processo de transferência de tecnologia, confirmando a capacitação da Indústria de Defesa Nacional.

     

     

    FONTE: Marinha do Brasil

     

     

  • Marinha dos EUA estuda alternativas ao tamanho e tipo de porta-aviões da classe Nimitz

    24

    Mar
    24/03/2015 às 09h26

     

    porta

    Desde o início deste ano, a Marinha dos EUA vem pesquisando sobre alternativas ao tamanho e tipo de porta-aviões da classe Nimitz.

    A Marinha está estudando alternativas à sua força de porta-aviões, disse um alto funcionário da Marinha ao Congresso.

    “Foi-nos pedido realizar um estudo para buscar alternativas para a classe Nimitz no que concerne ao tamanho e tipo de porta-aviões”, disse Sean Stackley, secretário adjunto da Marinha para a Investigação, Desenvolvimento e Aquisição (RDA Research, Development & Acquisition).

    “Existe um ponto, diferente dos atuais transportadores de 100.000 ton que faria sentido para fornecer a projeção de poder que precisamos, igual à de hoje em nossos porta-aviões, mas ao mesmo tempo acessível?”

    USS Carl Vinson CVN-70

    ni

     

     

    Oficiais da Marinha forneceram detalhes adicionais sobre o estudo. “Este estudo irá refletir o nosso compromisso contínuo para redução de custos em todas as plataformas de recursos correspondentes às ameaças projetadas e também procura identificar estratégias de aquisição que promovam a concorrência na construção naval”.

    Prazos para a conclusão do estudo não foram fornecidos.

    O estudo da USN veio à tona depois dos comentários do senador John McCain sobre o programa Ford. McCain tem sido um dos maiores críticos do aumento de custos no programa de Porta-aviões de próxima geração.

    O próximo Porta-aviões Gerald R. Ford (CVN-78) está programado para entrar ao serviço no próximo ano. O custo estimado do programa até agora foi de US$ 12,9 bilhões. Além disso, o próximo navio – John F. Kennedy (CVN-79) – deverá entrar em serviço em 2022.

     

    FONTE: USNI News

     

     

  • Exército Brasileiro assina contrato com Avibras para produção de 20 viaturas MK6

    21

    Dez
    21/12/2014 às 10h32

     

    av

    Brasília – Em cerimônia na Diretoria de Material do Comando Logístico do Exército, foi assinado um novo contrato entre a AVIBRAS e o Exército Brasileiro para a produção de vinte viaturas MK6. Esse é mais um passo do Projeto Estratégico ASTROS 2020, conduzido pelo Comando do Exército. A aquisição está dividida em duas partes, sendo a primeira composta de 12 unidades: cinco Lançadoras Múltiplas Universais, cinco Municiadoras, uma Meteorológica e uma Posto de Comando e Controle de Bateria; já a segunda parte será integrada por três Oficinas Veiculares e Eletrônicas, três Meteorológicas e duas Unidades Controladoras de Fogo.

    No ato da assinatura, realizado pelo Ordenador de Despesas do Comando Logístico, Coronel João Wayner da Costa Ribas, e pelo procurador da AVIBRAS, Senhor José de Sá, estiveram presentes o Comandante do Exército, General de Exército Enzo Martins Peri; o Comandante Logístico, General de Exército Marco Antônio de Farias, oficiais generais daquele grande comando; o gerente do projeto ASTROS 2020, General de Brigada José Júlio Dias Barreto e o presidente da AVIBRAS, Sami Youssef Hassuani.

    enz

    General Enzo Martins Peri Comandante do Exército e Sami Youssef Hassuani da Avibras

     

     

    Para o presidente da AVIBRAS, a aquisição reflete aumento da projeção de força do País no cenário internacional pelo poder de dissuasão. Esse fator favorece a economia nacional pela geração de empregos diretos e indiretos na cadeia de produção; projeta também a Indústria de Defesa Nacional, uma vez que os compradores desse tipo de material precisam da avaliação dos exércitos que detêm e empregam essa tecnologia. Por esses motivos, agradeceu ao Comando do Exército por essa iniciativa.

    De acordo com o gerente do projeto ASTROS 2020, General de Brigada Barreto, as novas viaturas MK6 vão completar o atual 6º Grupo de Lançadores Múltiplos de Foguetes e comporão um novo Grupo de Lançadores Múltiplos de Foguetes. Além disso, as viaturas adquiridas podem empregar e disparar toda a família de foguetes do Sistema ASTROS, bem como o Míssil Tático de Cruzeiro. Essa capacidade coloca o País em condição de liderança na América Latina em defesa de grandes áreas.

    As vinte viaturas MK6 custarão R$ 167.582.190,00. O Projeto Estratégico ASTROS 2020 prevê a aquisição de um total de 60 viaturas MK6 que irão compor um complexo de organizações militares do Forte Santa Bárbara, no município de Formosa, em Goiás.

    FONTE: Agência Verde-Oliva

    -- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

    Bolsonaro propõe criação de Comissão da Verdade dos militares.

    Leandro Mazzini

    Passivo de perder o mandato por quebra de decoro pela frase ‘não te estupro porque você não merece’, dita para a deputada Maria do Rosário (PT-RS), o polêmico deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) acaba de protocolar o projeto de lei 8246 que cria, no âmbito da Casa Civil da Presidência, uma nova Comissão da Verdade.

    Mas para apurar crimes cometidos por guerrilheiros – inclusive a presidente Dilma Rousseff, ex-militante da VAR-Palmares.

    Bolsonaro, um militar da reserva, quer aproveitar a onda de insatisfação das Forças Armadas com o relatório da Comissão da Verdade criada por Dilma para ir à forra. Malquisto até pelos mosquitos do Planalto, certamente, será barrado.

    O PL aponta necessidade de investigação do roubo do cofre do então governador Ademar de Barros, em SP, no qual Dilma supostamente teria participado durante a ditadura militar.

    Na ementa, o PL requer a investigação do assassinato do ex-prefeito de Santo André Celso Daniel (PT), e do atentado no Aeroporto dos Guararapes durante o regime, protagonizado por militantes da esquerda. COLUNA ESPLANADA


     

  • DIABETES

    26

    Out
    26/10/2014 às 19h14

  • MAÇÃ BENEFÍCIOS DO CONSUMO

    04

    Ago
    04/08/2014 às 20h23

    PontoXP.com

    maça

    Há quem diga que para manter um médico afastado e ter boa saúde, basta criar o hábito de consumir uma maçã por dia. Isso porque a fruta é rica em fibras, além das vitaminas B, C e E. Tais características transformam a maçã em uma aliada forte na prevenção de doenças. Para conhecer mais benefícios do consumo de maçã para o organismo, é só checar a lista que criamos para você saber quais são as maiores vantagens de ingerir maçã regularmente.

    Benefícios do consumo de maçã

    1. Prevenção diabetes e colesterol: a maçã é rica em uma fibra conhecida como pectina, que ajuda a controlar os níveis de glicemia no organismo. O consumo diário de duas maçãs pequenas já garante a quantia mínima necessária de pectina em nosso corpo. Além disso, tal fibra ajuda na redução do mau colesterol, formando uma fibra na parede do intestino que impede a absorção tanto do colesterol como também de outras gorduras.

    2. Prevenção de AVC: frutas como a maçã têm a capacidade de reduzir o risco de ocorrência de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Essa potencialidade da fruta foi comprovada em um estudo realizado pela Universidade de Wageningen, na Holanda. O estudo avaliou que as pessoas que mais se alimentavam com a fruta apresentavam 52% menos chance de ter um AVC.

    3. Ação no sistema circulatório: a maçã também é rica em antioxidantes que permitem melhorar a capacidade respiratória, além de proteger os pulmões. Em geral, pessoas que comem cinco maçãs ou mais a cada semana apresentam menos problemas respiratórios, como a asma, por exemplo. A maçã apresenta ainda uma propriedade adstringente, que auxilia no funcionamento das gargantas e cordas vocais.

    4. Ação estomacal: agentes cicatrizantes presentes na maçã ajudam também pessoas que sofrem de problemas como úlceras, gastrite e azia, além de ajudar no funcionamento do intestino. A maçã ainda age de forma benéfica na mucosa do sistema digestivo. Além disso, o consumo de maçã também pode ajudar quem tem problemas como má cicatrização, equimoses e sangramento das gengivas.

    5. Prevenção de cárie dentária: as cáries dentárias são infecções causadas por bactérias, mas o sumo das maçãs apresenta propriedades que podem matar até 80% desses germes. Por isso, é comum que dentistas recomendem o consumo de maçã nos primeiros anos de idade das crianças, principalmente aquelas que comem muito doces, já que a fruta contribui para a proteção da superfície dos dentes e também das gengivas.

    6. Reforço para o cérebro: a maçã é rica em vitaminas do complexo B, o que auxilia na prevenção de todo o sistema nervoso. A maçã também possui muitos nutrientes, como vitamina C e ácido fosfórico. É por conta dessas propriedades que a maçã ajuda a evitar doenças neurodegenerativas, como Mal de Parkinson e Alzheimer.

    Pronto, agora é só aproveitar os benefícios do consumo de maçã incluindo o alimento em suas refeições.

     

  • Reformulação do sítio da Pagadoria de Pessoal da Marinha

    21

    Jul
    21/07/2014 às 19h07

    mb

     PAGADORIA DE PESSOAL DA MARINHA  Reformulação do sítio da Pagadoria de Pessoal da Marinha - Participa-se à Família Naval que se encontra disponível na Intranet (www.papem.mb) o novo  sítio eletrônico da PAPEM. Neste podem ser acessados os serviços on-line oferecidos por esta pagadoria, tais como: disponibilização eletrônica dos  Bilhetes de Pagamento (BP), autenticação do BP pelas instituições  financeiras, visualização do calendário de pagamento, acesso ao portal de consignações e outras aplicações do SISPAG. Além disso, constam notas sobre assuntos relevantes para os beneficiários da Folha de Pagamento, constituindo-se em mais um canal de comunicação de informações relativas ao pagamento de pessoal da MB.

  • Jornal inglês faz lista polêmica com 10 coisas que a Copa ensinou

    14

    Jul
    14/07/2014 às 16h59

    1- Faz tempo que o Brasil deixou de ser o dono do 'joga bonito': A humilhação diante da Alemanha foi a pedra final sobre a realidade atual do futebol brasileiro. Sem convencer desde o início da Copa, a seleção não encanta mais como antes (© AP)

    1- Faz tempo que o Brasil deixou de ser o dono do 'joga bonito': A humilhação diante da Alemanha foi a pedra final sobre a realidade atual do futebol brasileiro. Sem convencer desde o início da Copa, a seleção não encanta mais como antes

    2- Disputas entre seleções são o ápice do futebol: Por melhor que sejam os campeonatos nacionais pelo mundo, a recepção e carinho da torcida para seleções como Argélia, Costa Rica e Colômbia mostram que só as seleções têm o poder de criar uma comoção tão grande entre as pessoas (© Rex Features)

    2- Disputas entre seleções são o ápice do futebol: Por melhor que sejam os campeonatos nacionais pelo mundo, a recepção e carinho da torcida para seleções como Argélia, Costa Rica e Colômbia mostram que só as seleções têm o poder de criar uma comoção tão grande entre as pessoas

    1- Faz tempo que o Brasil deixou de ser o dono do 'joga bonito': A humilhação diante da Alemanha foi a pedra final sobre a realidade atual do futebol brasileiro. Sem convencer desde o início da Copa, a seleção não encanta mais como antes (© AP)

    3- Só vontade não ganha jogo: Não se vence um jogo só com a paixão e vontade demonstrada por Suárez no Uruguai, nem apenas com tática como a Costa Rica. Deve haver um equilíbrio entre os dois, e o desempenho da seleção brasileira, tão fundamentado no emocional que na fase final do torneio fez os atletas se desmancharem em lágrimas e nervosismo, foi um lembrete do que não deve ser feito

    1- Faz tempo que o Brasil deixou de ser o dono do 'joga bonito': A humilhação diante da Alemanha foi a pedra final sobre a realidade atual do futebol brasileiro. Sem convencer desde o início da Copa, a seleção não encanta mais como antes (© AP)

    4- Futebol ofensivo chegou para ficar: o ímpeto no ataque de seleções como Chile e Colômbia encantou o mundo e deve conquistar mais admiradores daqui em diante

    1- Faz tempo que o Brasil deixou de ser o dono do 'joga bonito': A humilhação diante da Alemanha foi a pedra final sobre a realidade atual do futebol brasileiro. Sem convencer desde o início da Copa, a seleção não encanta mais como antes (© AP)

    5- Jogadores da Inglaterra ainda são supervalorizados: o desempenho inglês na Copa-2014 pode não ser tão ruim como os números mostram, mas a imprensa do país ainda acha que os jogadores estão num patamar mais alto do que a realidade indica

    1- Faz tempo que o Brasil deixou de ser o dono do 'joga bonito': A humilhação diante da Alemanha foi a pedra final sobre a realidade atual do futebol brasileiro. Sem convencer desde o início da Copa, a seleção não encanta mais como antes (© AP)

    6- A Fifa está acabada: o escândalo da máfia dos ingressos e as polêmicas envolvendo o presidente da entidade, Sepp Blatter, ajudaram a demolir a imagem já arranhada da Fifa e deixá-la em descrédito com os torcedores

    1- Faz tempo que o Brasil deixou de ser o dono do 'joga bonito': A humilhação diante da Alemanha foi a pedra final sobre a realidade atual do futebol brasileiro. Sem convencer desde o início da Copa, a seleção não encanta mais como antes (© AP)

    7- Brasil não deveria ter sediado a Copa do Mundo: por mais que o Mundial tenha se tornado uma experiência divertida e inesquecível, a disparidade de riqueza entre as pessoas dentro e fora do estádio e as inúmeras denúncias de superfaturamento nas obras da competição não deveriam acontecer

    1- Faz tempo que o Brasil deixou de ser o dono do 'joga bonito': A humilhação diante da Alemanha foi a pedra final sobre a realidade atual do futebol brasileiro. Sem convencer desde o início da Copa, a seleção não encanta mais como antes (© AP)

    8- Louis Van Gaal é um pouco louco: o técnico holandês, que surpreendeu o mundo ao trocar o goleiro antes da disputa de pênaltis contra a Costa Rica, usou pelo menos três formações táticas diferentes durante a Copa do Mundo, e muitas vezes mudou o posicionamento do time durante o jogo. A maioria deu certo, mas não deve ser fácil para os jogadores acompanharem a cabeça do comandante

    1- Faz tempo que o Brasil deixou de ser o dono do 'joga bonito': A humilhação diante da Alemanha foi a pedra final sobre a realidade atual do futebol brasileiro. Sem convencer desde o início da Copa, a seleção não encanta mais como antes (© AP)

    9- O mundo ainda é enorme: A fama e prestígio das ligas européias fazem o mundo parecer menor do que realmente é. Na Copa de 2014 alguns dos posicionamentos táticos mais interessantes vieram de seleções fora dos holofotes como Costa Rica, Chile e Colômbia

    1- Faz tempo que o Brasil deixou de ser o dono do 'joga bonito': A humilhação diante da Alemanha foi a pedra final sobre a realidade atual do futebol brasileiro. Sem convencer desde o início da Copa, a seleção não encanta mais como antes (© AP)

    10- Os alemães acertaram na mosca: após sucessivos fracassos nos últimos anos, a Alemanha resgatou o belo futebol da sua era dourada, produziu ótimos jogadores e uma seleção de dar orgulho

     

     

  • Falta autoridade

    23

    Mai
    23/05/2014 às 16h11

     

     

    Carlos Chagas

    Falta autoridade no país. Nada que se confunda com ditadura ou regime de exceção. Pelo contrário. Torna-se imprescindível demonstrar que democracia não é sinônimo de baderna. Que a liberdade não pode conviver com o caos.

    Torna-se inadmissível numa sociedade livre e organizada o que temos assistido nas últimas semanas em matéria de greves, depredações, ocupação de áreas públicas e privadas, bem como ruas e avenidas.

    Engana-se quem imaginar que terminada a copa do mundo tudo voltará ao normal, ou seja, a um sistema que admite o debate aberto, protestos, manifestações e até paralisações, mas sem perturbar a não ser de forma rápida e sem violência a vida do cidadão comum. É aquela história que ouvíamos em criança, do tigre da Índia.Velho, sem forças para perseguir os bichos da floresta, o animal postou-se na entrada de uma aldeia e passou a comer crianças. Gostou, não precisava fazer força e não queria outra refeição. Até que um dia a comunidade organizou-se e conseguiu matá-lo.

    A greve é necessária, em muitas situações. Deve ser feita contra o patrão, seja ele empresário ou governante. Jamais contra o povo. É preciso inteligência, muito mais do que truculência.

    Tome-se os rodoviários de São Paulo. Em vez de deixar os ônibus nas garagens, furar seus pneus e até estimular para que sejam queimados, por que não continuar circulando , mas com as catracas abertas? Sem cobrar passagem, fazendo feliz a multidão de usuários. Cada categoria de reivindicantes encontrará seu artifício para obter resultados até mais eficazes.

    Quanto às depredações, é uma questão de polícia. E bem simples, se desenvolvido um sistema de informações mesclado à repressão necessária. Cadeia nos vândalos. Não seria difícil um entendimento com o Judiciário para tornar difíceis os recursos que em poucas horas levam os bandidos de volta às ruas,

    Do jeito que as coisas vão, viver ficará impossível, no Brasil. Claro que menos para os governantes, isolados em seus gabinetes refrigerados e dispondo, quando não de helicópteros, ao menos de carrões de luxo. Não é com eles a greve dos ônibus, assim como as greves dos hospitais, da polícia, dos professores, dos aeroviários, dos metalúrgicos ou quaisquer outras categorias. Disporão sempre de privilégios especiais, jamais receberam salário mínimo. Em suma, a autoridade perdida começaria por eles, se descessem à planície. Para exercê-la, precisariam sofrer os males de sua ausência.

    TODO O PODER AO JUDICIÁRIO

    Em 1945, quando depuseram Getúlio Vargas, os militares não assumiram o poder. Foram buscar o presidente do Supremo Tribunal Federal, José Linhares, para ocupar a presidência da República até a realização de eleições livres e diretas. Nos estados, foram recrutados os presidentes dos Tribunais de Justiça para substituir os governadores. A palavra de ordem no país era “todo o poder ao Judiciário”. Até que funcionou, naquela emergência.

    Fonte 

     

     

Ver postagens anteriores

Home |  Blog Grátis |  Hospedagem HTML Grátis |  Quem somos |  Parceria |  Anuncie |  Ajuda
Trabalhe no XPG |  Política de Privacidade |  Política de Segurança |  Denúncia © 2004-2017 XPG | Siga esta corrente